Voltar a página inicial Acessar o site da RFS

1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011


Nos dias 5 e 6 de fevereiro foi realizada a primeira reunião das Jornadas Brasileiras pela Maternidade Voluntária, em Brasília, organizada pela Rede Feminista de Saúde em parceria com organizações feministas. O objetivo foi desenvolver esforço especial para sensibilizar a sociedade brasileira da necessidade da garantia do exercício da maternidade voluntária como um direito de cidadania. O debate sobre o aborto é pautado a partir do direito de decidir.

Nos dias 10 e 11 de março, em Santiago do Chile, a Rede Feminista participou da reunião da mesa Diretora Ampliada do Comitê Especial de População e Desenvolvimento. A Declaração de Santiago reafirma a Plataforma de Ação do Cairo e as definições de Cairo+5; referenda os direitos e os serviços de saúde reprodutiva, bem como os direitos humanos das mulheres. O evento foi preparatório para a Reunião Ordinária do Comitê Especial de População e Desenvolvimento, que se realizou no período de 28 de julho a 2 de agosto de 2004, em Porto Rico, voltado para a avaliação do Programa Cairo +10.

No dia 08 de março, o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva anuncia o Pacto Nacional pela Redução da Mortalidade Materna e Neonatal. A Rede Feminista de Saúde participa do lançamento juntamente com outras organizações entre elas Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia – Febrasgo; Sociedade Brasileira de Pediatria – SBP. Associação Brasileira de Enfermagem Obstétrica – ABENFO, Conselho Federal de Medicina – CFM, Rede de Humanização do Parto e Nascimento – Rehuna; Organização Pan-Americana de Saúde - OPAS; Fundo das Nações Unidas para Infância – Unicef. O documento foi pactuado na Comissão Intergestora Tripartite em 18 de março de 2004, na qual a Rede Feminista de Saúde teve intensa participação.

De 25 a 27 de maio, em Brasília/DF, a Rede Feminista de Saúde participou do Seminário Internacional Políticas Públicas para as Mulheres na Área de Saúde: experiências latino-americanas. O evento contou com representantes de 19 países da região, com a finalidade de fortalecer as Políticas Públicas, Legislação e Programas Nacionais de Saúde da Mulher.

example6
A Rede Feminista de Saúde apresentou, em junho, a publicação “O Monitoramento da Plataforma de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento no Brasil” elaborada pela doutora em Medicina Preventiva e pesquisadora Wilza Villela.

O documento sistematiza os passos dados no país para o cumprimento do Programa Cairo de 1994 a 2004, aponta avanços, dificuldades e tece considerações quanto ao insuficiente preparo da capacidade institucional de todas áreas monitoradas. Para a autora, esta incapacidade “concorreu para resultados aquém das necessidades”.








example6
De 15 a 19 de julho foi realizada a I Conferência de Políticas para as Mulheres em conjunto com o Conselho Nacional dos Direitos das Mulher. Pela primeira vez na história do Brasil é convocada uma conferência para debater políticas para as mulheres, atendendo recomendações nacionais e internacionais.

A Temática da Conferência foi “Políticas para as Mulheres: um desafio para a igualdade numa perspectiva de gênero”. Foi aprovada a tese de que o governo brasileiro deve assumir a iniciativa de enviar ao Congresso um projeto de lei para a descriminalização do aborto no Brasil, que redundará na Comissão Tripartite.



example6
O Jornal RedeSaúde, de julho de 2004, traz como tema central "Saúde da Trabalhadora Rural", que leva em conta a diversidade de situações em que as mulheres se inserem nas atividades rurais (agricultoras, pescadoras, quebradeiras de coco,etc.), suas percepções sobre riscos de saúde,as dificuldades de acesso aos serviços de saúde e ao exercício dos direitos sexuais e dos direitos reprodutivos, bem como os desafios que apontam para as lutas feministas e de mulheres.

O Jornal da Rede contém o encarte, de autoria de Wilza Villela, o "Monitoramento da Plataforma de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (Cairo,1994) no Brasil"







example6
De 21 a 24 de outubro aconteceu o 8 º Encontro Nacional da Rede Feminista de Saúde com a temática “Democracia radical e feminismo:atualizando a agenda da Rede Feminista de Saúde”. O evento foi realizado no Hotel Tauá - Roças Novas, Caeté - Minas Gerais.









A Rede Feminista de Saúde elaborou e lançou o folheto sobre Aborto Legal e Seguro que divulga que a ilegalidade do aborto viola os direitos das mulheres. A publicação integra as ações da Campanha 28 de Setembro pela Descriminalização do Aborto na América Latina.


Rede Nacional Feminista de Saúde Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos | Av. Salgado Filho, 28/601 - Porto Alegre/RS .:. Fone: (51) 3212.4998 - redesaude@redesaude.org.br