Voltar a página inicial Acessar o site da RFS

1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011


example6
Em 8 de março foi lançado o Dossiê Saúde das Mulheres Lésbicas: Promoção da Equidade e da Integralidade, pesquisa realizada por Regina Facchini e Regina Maria Barbosa, idealizado pela Rede Feminista de Saúde.

Foi uma publicação pioneira no Brasil com foco na saúde das mulheres lésbicas e representou uma contribuição política da Rede para retirar da invisibilidade as necessidades e dificuldades das mulheres lésbicas diante de serviços e profissionais da saúde.








De 9 a 12 de maio foi realizado o 9º Encontro Nacional da Rede Feminista de Saúde, com a temática "Democracia e Controle Social", em Belo Horizonte, Minas Gerais. No evento foi feita uma ampla avaliação sobre a atuação da Rede Feminista de Saúde consagrando, mais uma vez, o controle social das políticas de saúde, com ênfase na saúde da mulher, direitos sexuais e direitos reprodutivos como o norte de suas ações.

example6example6example6example6
No mesmo período realizou-se a Assembleia Geral Extraordinária – instância máxima de decisão da Rede Feminista de Saúde, com a participação de 102 delegadas. A Assembléia aprovou o novo estatuto da Rede, adequado à nova legislação brasileira e realizou as eleições da nova Secretaria Executiva, para o mandato 2006 – 2010 e do Conselho Diretor, gestão 2006-2008.

Foram apresentadas duas candidaturas para a secretaria executiva: a da Regional Minas Gerais e a da Regional Rio Grande do Sul, sendo eleita a da regional Rio Grande do Sul, tendo à frente, como secretária Executiva a jornalista e mestra em Ciência Política Telia Negrão, do Coletivo Feminino Plural, e como Secretária Adjunta, a psicóloga e mestra em Saúde Coletiva, Maria Luísa Pereira de Oliveira, de Maria Mulher - Organização de Mulheres Negras, do Rio Grande do Sul.

O mandato se inicia efetivamente em dezembro de 2006, com a transferência da sede para Porto Alegre. A Assembléia deliberou, também que o Conselho Diretor seria constituído pelas 10 regionais existentes.
example6example6
No dia 28 de Maio, a recém eleita secretária executiva da Rede Feminista de Saúde participou da reunião convocada pela Rede de Saúde das Mulheres Latino-americanas e do Caribe - RSMLAC realizada em Lima, Peru, oportunidade em que passou a integrar o Conselho Diretivo desta rede regional Nessa reunião, integrada à Aliança Regional, a Rede reafirmou sua posição quanto a implementação da Campanha pela Convenção Interamericana dos Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos no Brasil.

example6
Apresentada mais uma edição do Jornal da Rede Feminista de Saúde, mês julho, que tem como tema "A Morte Materna possui Responsáveis". Neste número constam as principais discussões e resultados de duas atividades realizadas pela Rede em 2005, no enfrentamento da morte materna: o "Seminário Nacional Controle Social na Morte Materna e Interlocução com o Ministério Público" e o "Diálogo com Jornalistas sobre Morte Materna".

Foram incluídos dois artigos, um sobre morbidade materna e outro apresentando as ações do Pacto Nacional pela Redução da Mortalidade Materna e Neonatal.






Em outubro, a Rede Feminista de Saúde está presente, através de Clair Castilhos, no curso da Universidade Itinerante da Rede de Saúde das Mulheres Latino-americanas e do Caribe – RSMLAC, na Cidade do México. Clair ministrou a disciplina “Estado e políticas públicas de saúde”.


Rede Nacional Feminista de Saúde Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos | Av. Salgado Filho, 28/601 - Porto Alegre/RS .:. Fone: (51) 3212.4998 - redesaude@redesaude.org.br